Pobre Salsão, com tantos benéficos, as pessoas só lembram dele como o “Tempero do Salpicão” e esquecem das suas propriedades nutricionais tão uteis na manutenção da nossa saúde. Com sua função alcalinizante, de neutralizar o excesso de ácidos no organismo, é idealmente indicado para pessoas cuja alimentação é rica em carnes e alimentos de origem animal, que apresentam quadros crônicos de acidose e doenças relacionadas como gota, artrite, artrose, fibromialgias e até câncer.

Vamos saber um pouquinho e aprender a colocar salsão cru nas saladas, preparar sucos e canapés? Diversificar é comunhão com a Mãe Natureza!

O salsão fortalece o sistema imunológico e pode ser consumido de várias formas o ano inteiro

O salsão fortalece o sistema imunológico e pode ser consumido de várias formas o ano inteiro

O salsão ou aipo (Apium graveolens) é uma planta aromática comestível da família das apiáceas. Todas as partes vegetativas podem ser consumidas: a raiz, o caule e as folhas. Lembra uma salsinha (da mesma família) que cresceu demais. As folhas são mais ricas em vitamina A, enquanto o talo tem mais vitamina C. Já as raízes são ricas em sais minerais, ideais para o preparo de caldos mineralizantes. Mas para consumir suas raízes é preciso que você mesmo os plante ou encomende para seu fornecedor, já que o comum é deixar a raiz no solo para seguir produzindo…

No Brasil, o seu consumo ainda é restrito, sendo o estado de São Paulo o maior produtor e consumidor. A região sudeste apresenta condições climáticas adequadas para a cultura, com plantios idealmente nos meses de março a maio, quando a temperatura é mais amena, e a umidade do ar é mais baixa, ocasionando uma menor incidência de doenças. Seu ciclo de crescimento gira em torno de 150 a 180 dias, ou seja, colheitas 5-6 meses após o plantio: agosto a dezembro. Mas, como são cultivadas 4 variedades aqui no Brasil, é comum encontrarmos salsão nos hortifrutis de São Paulo durante todo o ano.

Com seu talo grosso e suculento, terminado por uma cabeleira de folhas seu aroma me faz salivar, o que é um excelente sinal de que é um alimento que facilita nossa digestão. Algumas pessoas podem contestar, mas é saber prepará-lo e consumi-lo que fará esta grande diferença.

O salsão é rico em vitaminas — principalmente a K e a C — e em minerais, como magnésio. Tem ainda uma quantidade enorme de fibras, o dobro das presentes numa mesma porção de alface comum, por exemplo.

O seu aroma forte é devido à presença de óleos essenciais finos e leves (o que explica seu aroma rápido e marcante) como o limoneno (o mesmo que abunda na casca dos cítricos), também uma representante da família dos flavonoides, a apigenina, justamente a responsável pelo seu aroma e sabor típicos.

Um estudo da Universidade de Missouri, nos Estados Unidos, divulgado em maio, mostrou que o salsão pode ajudar a proteger contra o câncer. Quando o tumor está em desenvolvimento, uma rede de vasos sanguíneos forma-se a seu redor para alimentá-lo. A apigenina presente no salsão bloqueia a formação deles, atrapalhando a formação do tumor. Outro composto do salsão, a luteolina, também traz benefícios para a saúde, como comprovou outro estudo, dessa vez realizado pela Universidade de Illinois e publicado em 2012 no Journal of Nutrition. Essa substância reduz a inflamação que aparece com o tempo no cérebro dos idosos e leva a déficits de memória, problemas de sono e perda de apetite. Melhora, assim, o funcionamento cerebral e o bem-estar como um todo.

Além dos benefícios do vegetal para a saúde comprovados em laboratório, há aqueles já consagrados pelo uso. “Ele pode ser utilizado na forma de infusão ou suco concentrado como expectorante, anti-inflamatório e, no uso tópico, para reduzir edemas”, diz a nutricionista Roseli Rossi, da Clínica Equilíbrio Nutricional (SP). “Há também xaropes populares que usam a semente do salsão para aliviar a artrite reumatoide e a gota”, diz.

Um convite para seu o consumo o ano inteiro:

  • Reduz – na verdade regula – a pressão arterial devido à grande concentração de potássio.
  • Fortalecimento do sistema imunológico em razão do ao alto teor de vitamina C.
  • Redução da produção de radicais livres também por causa da vitamina C, da cumarina e do limoneno.
  • Ação diurética.
  • Ação tônica pela presença de vitaminas e minerais.
  • Anticancerígeno e anti-inflamatório graças à apigenina.
  • Fortalecimento do sistema neurológico pela presença das vitaminas do complexo B.
  • Fortalecimento da massa muscular e óssea, já que tem em sua composição cálcio, potássio e fósforo.
  • Proteção da pele graças à vitamina A.
  • Diminui a acidez metabólica, ou seja, forte ação alcalinizante. Com isto, ainda reduz a artrite por meio de substâncias como o limoneno e a cumarina.
  • Previne a gota.
  • Previne a formação de cálculo renal graças ao potássio.
  • Reduz o colesterol por causa da sua abundância em fibras.
O salsão fortalece o sistema imunológico e pode ser consumido de várias formas o ano inteiro

RECEITAS LEVANTA DA CADEIRA…

Suco DETOX Adeus gordurinhas

Função: ativar todos os órgãos excretores, ajudando na eliminação de gases, retenção hídrica, toxinas retidas no pulmão, intestinos e pele.

Ingredientes: 1 xícara de talos e folhas de salsão (ou erva doce) + suco fresco de 1 limão + 1 xícara de água de coco (ou água filtrada ou Rejuvelac).

Preparo: bata tudo no liquidificador e sirva imediatamente. Coar é opcional. Tome por 21 dias, dê um intervalo de 1 semana e repita se julgar necessário.

Suco Verde Selvagem

Ingredientes: 3-4 ramas picadas (talo + folhas + raiz se possível) de salsão + 1 xícara de folhas selvagens (dente de leão ou tanchagem ou beldroega ou bálsamo ou serralha…) + 2 rodelas de gengibre + suco fresco de 1 limão + 2 maçãs picadas (sem as sementes). Para balancear: 1 mão de semente de girassol com casca previamente germinado (ou somente acordado por hidratação de 8 horas).

Preparo: Pique as maçãs e coloque-as no fundo do liquidificador. Acrescente o suco do limão, o gengibre e as folhas selvagens. Lique o liquidificador e use os talos do salsão como bio-socador. Se necessário, use um mínimo de água filtrada (ou de coco verde ou rejuvelac) para facilitar a batida. Coe numa Panela Furada 1 ou 2 e sirva imediatamente.

Suco PODEROSAMENTE Alcalinizante e Adstringente

Ingredientes: 1 pepino médio + suco fresco de 1 limão + 2 talos inteiros de salsão + 1 xícara de salsa + 2 rodelas de abacaxi bem maduro. Para balancear: 1 colher (sopa) de linhaça previamente hidratada por 8 a 16 horas em 1/2 copo de água filtrada.

Preparo: Pique o abacaxi e coloque-o no fundo do liquidificador. Acrescente o suco do limão, a salsa (folhas e talos) e as ramas do salsão. Ligue o liquidificador e use os talos do salsão como biosocador. Se necessário, use um mínimo de água filtrada (ou de coco verde ou rejuvelac) para facilitar a batida. Por último acrescente a linhaça e coe numa Panela Furada 1 ou 2. Sirva imediatamente.

SALADAS E CANAPÉS

Eu costumo usar o salsão como ele se apresenta. O único importante é que seja fresco, pois se muito ‘maduro’ (atraso na colheita) será muito fibroso, pouco suculento e as folhas idem. Mas, para quem incomoda o excesso de fibras, podemos ‘descascar’ os talos conforme foto a seguir.

O salsão fortalece o sistema imunológico e pode ser consumido de várias formas o ano inteiro

As folhas: basta separá-las dos talos e colocar na decoração das saladas e até na base dos canapés, para evitar que o molho amoleça o cracker. Já os talos pode-se picá-los, mariná-los e até fermentá-los. Também podemos picá-los longitudinalmente e servi-los na forma de dedinhos conforme foto abaixo. Por último, podemos usar aquela parte mais larga dos talos como base de mini-pizzas ou canapés.

O salsão fortalece o sistema imunológico e pode ser consumido de várias formas o ano inteiro

Vamos aproveitar e assistir a este vídeo da Bela Gil com várias saladas? Entre as opções de folhas ela usou o salsão, o alho porró e a couve kale (PANC deliciosa).