É bom pra quê a terapia craniossacral?

Se brincar… é bom pra tudo! Pra dor de cabeça, dores na coluna, torcicolo, estresse, insônia, fortalecer o sistema imunológico no pré e pós-operatório, alívio de dores em geral, acalmar a mente agitada, superar a depressão, vivenciar o bem-estar no dia a dia e até reencontrar a alegria de viver.

Então é a panaceia de todos os males?!

Claro que não! Brincadeiras à parte… essa abordagem de terapia complementar trabalha aliada às forças da Saúde presentes na Natureza e, portanto, também no ser humano. Desde a concepção, nascimento, desenvolvimento e por toda a sua vida.

Tal abordagem faz toda a diferença. E é por isso que a Terapia Craniossacral pode ser aplicada para superar diversos incômodos da vida contemporânea.

Sabemos que as terapias tradicionais, em geral invasivas, nem sempre ajudam o paciente a superar seus males. Como alerta o Dr. James Jealous – médico americano que é uma das referências da nossa formação terapêutica – “a medicina convencional é muito efetiva em diversas situações, mas ela não tem todas as respostas”.

Mais que isso: certos tratamentos convencionais, às vezes, até pioram o estado de saúde, aliviando apenas momentaneamente os sintomas sem tratar as causas. E sem falar nos frequentes efeitos colaterais.

Esses são alguns dos motivos da crescente procura por terapias alternativas não invasivas em todo o mundo. E uma das que têm se mostrado mais efetivas é justamente a Terapia Craniossacral.

Essa prática terapêutica, com origem nos Estados Unidos, tem sólida base em pesquisas e atendimentos ao longo de mais de 100 anos. Cientistas como Andrew Taylor Still, William Garner Sutherland e James Jealous são expoentes desse campo do conhecimento, que recebe diferentes denominações dependendo da abordagem.

Mas que terapia é essa? Por que terapia craniossacral?

O sistema craniossacral – que dá nome à terapia – é fundamental para a fisiologia do organismo. Sua estrutura externa é óssea, formada pelo crânio, coluna vertebral e sacro (localizado na bacia). No interior dessa estrutura está o Sistema Nervoso Central (SNC) composto pelo cérebro e a medula espinhal, revestidos pelo saco dural de meninges. É dentro do saco dural que circula o líquor, ou fluido cerebroespinhal.

Esse sistema tem poderosas interligações com outras estruturas essenciais, com influência decisiva no sistema endócrino e em todas as funções corporais.

Quando o sistema craniossacral está funcionando bem, no seu ritmo ideal, aumenta a capacidade de autorregulação e autocura do corpo. A Saúde pode se expressar plenamente.

E é nesse ponto que está um dos segredos da Terapia Craniossacral:  em vez de focar na doença, o terapeuta ajuda o paciente a focar na Saúde, nas suas próprias forças naturais. O objetivo primordial é fazer o sistema retomar o equilíbrio.

Relaxamento e Cura

A Saúde está sempre presente no ser humano, mas ela se manifesta em toda sua plenitude e força quando estamos completamente e profundamente relaxados. Quando não mais criamos tensões que nos separam do movimento de regeneração natural da Vida presente na Natureza e no ambiente que nos rodeia.

Pesquisas no exterior e no Brasil mostram que a Terapia Craniossacral ajuda a promover esse relaxamento e, consequentemente, o funcionamento adequado de todos os sistemas corporais relacionados.

O terapeuta formado e habilitado nessa abordagem passa por um longo e delicado treinamento para reconhecer e identificar estas forças de regeneração, e se aliar a elas ao tocar uma pessoa.

Como constatou e sentiu Dr. Sutherland, “existe um sistema fisiológico sutil e involuntário que permeia o corpo humano e é essencial para manutenção da saúde física e mental, e é possível sentir esse sistema com as mãos”.

Os toques com as mãos na Terapia Craniossacral são sempre suaves e não invasivos. As áreas tocadas são definidas no decorrer de cada sessão.

Durante todo o trabalho o terapeuta adota uma presença perspicaz, respeitosa e atenciosa na busca de ajudar o cliente a recuperar a sua tranquilidade e assim deixar que a Saúde possa novamente comandar o seu destino.

Sob o comando das forças naturais da Saúde, a pessoa pode obter diversos benefícios, entre eles:

  • superar muitas dificuldades físicas e emocionais
  • fazer escolhas mais saudáveis na alimentação
  • ter força e motivação para se movimentar
  • estabelecer relacionamentos mais construtivos
  • abandonar vícios prejudiciais
  • fortalecer seu sistema imunológico para superar diversos males

Acontece que a vida moderna nos afastou do contato com a Natureza e da Sabedoria presente nela, que permanece preservada no reino animal. Poucos de nós, humanos, conseguimos aquietar a mente, esperar e confiar na Saúde, na regeneração, na superação dos males, no mistério da Vida.

A Terapia Craniossacral pode ajudar você a trilhar esse caminho para uma vida mais equilibrada e saudável. Um caminho sobre o qual continuaremos a falar nos próximos posts.

 

Por Maria Anita Romeo – Terapeuta de Integração Craniossacral

Reprodução permitida desde que mantida a integridade das informações e citadas a autora e a fonte: www.espacomanar.com.br