No inicio do século 20, um jovem americano estudante de osteopatia, Dr. William Sutherland, teve um grande insight ao observar os ossos temporais em um crânio humano: “biselados como as guelras de um peixe e indicando uma respiração primária”. Este pensamento original levou Sutherland a explorar e comprovar que as suturas cranianas podiam permitir movimentos rítmicos, perceptíveis através de palpação.

Depois de anos de pesquisas, ele concluiu que estes movimentos são produzidos por uma força inerente do corpo que ele chamou de Sopro da Vida: “O cérebro humano é um motor; o Sopro da Vida é a faísca de ignição do motor, algo que não é material, que nós não podemos ver”. Esta é a força fundamental que orienta o funcionamento adequado do corpo, desde o momento da concepção até a morte.

“E Deus criou o homem da poeira do solo, e respirou nas suas narinas o sopro da vida; e o homem tornou-se um espírito vivo” – Gênesis 2:7

O Sopro da vida gera uma forca vital primária que se expressa no sistema humano nos movimentos rítmicos dos tecidos vivos, mantendo a saúde e ordenando os processos fisiológicos. Existem conceitos semelhantes em outras tradições de medicina: o conceito de Chi, na medicina chinesa; Ojas, na medicina ayurvédica; ou Vento das Forcas Vitais, na medicina tibetana.

Segundo os estudos atuais do Dr. James Jealous, o Sopro da Vida carrega a Matriz Original, o registro essencial da Saúde, presente desde o momento em que as células do embrião começam a se diferenciar. O processo contínuo de criação, faz com que todas as células possam expressar sua capacidade de regeneração e integridade nos tecidos que se desordenaram e foram afetados por patologias, em qualquer momento da vida.

Quando as expressões rítmicas do Sopro da Vida estão congestionadas e restringidas, este principio básico de regeneração está impedido de se manifestar, e então, a saúde fica comprometida.

Movimento e Saúde

O tratamento com a Transmutation Therapy encoraja as expressões da Respiração Primária, restaurando os movimentos nos locais de inércia, congestão e restrição. É uma terapia manual extremamente segura e eficaz, podendo ser aplicada em qualquer idade, desde recém-nascidos a idosos, gestantes e pós-partos.

Os princípios básicos da Transmutation Therapy são:

  • A vida se expressa como movimento;
  • Existe uma clara relação entre movimento e saúde;
  • A intenção do tratamento é facilitar a expressão do Sopro da Vida e melhorar a capacidade de cura e equilíbrio do próprio corpo, por meio de toques suaves e manobras não invasivas, usando as mãos devidamente treinadas na percepção e diferenciação destes movimentos saudáveis e dos padrões de restrições e tensões

A Transmutation Therapy é fundamentada nos princípios da Osteopatia Tradicional criada pelo Dr. Still, no conceito do Sopro da Vida do Dr. William Sutherland e principalmente, no programa de Osteopatia Biodinâmica no Campo Cranial do Dr. James Jealous. Seu currículo abrangente e original conduz a relação paciente-terapeuta a uma atmosfera amorosa de aceitação, levando em conta as necessidades e limites de cada paciente para a aplicação das técnicas.

O tratamento leva em consideração a tentativa do corpo em lidar com a doença da melhor maneira possível e trabalha a favor da fisiologia individual do corpo, melhorando os mecanismos naturais de auto cura em direção à saúde e integração. Equilibrando o sistema nervoso autônomo, a Transmutation Therapy também promove um profundo relaxamento e um estado de quietude e harmonia.

escrito por Aziza Lurica
fonte: Instituto de Quietude Dinâmica